Redes Sociais:

Só Poesias: Estrela

Sou uma estrela solitária, entre tantas mil estrelas.Sou o cintilar de uma delas que não se deixa ofuscar.

Por Maria Catherine Rabello

E S T R E L A
Sou uma estrela solitária, entre tantas mil estrelas,
Sou o cintilar de uma delas que não se deixa ofuscar,
E que não se apaga diante ao raio do sol esquecido,
Antes, tão reluzente tal fogo em pura brasa
Atualmente um pouco de brilho enfraquecido
Que o teu ardente e fascinante desejo arrasa
Sou efêmera tal qual a terrena e sofrida vida
Sou sensível, mas ousada e um tanto atrevida
Sou frágil, mas por nada me dou por vencida
Sou falível, mas busco sempre me aperfeiçoar
Sou eterna nas minhas agruras e dores
Sou transitória, anjo e mulher de fases
E conseqüentemente de muitos amores
Sou um tanto de romantismo da poesia que resta
Sou um tanto de melodia que ainda dói no peito
Sou a rima do verso que nunca ninguém encontrou
Sou a onda que se quebra, mas retorna com insistência
Num recomeçar quase lento, depois forte e incessante
Sou a espuma branca na areia que se apaga num instante.
Sou um coração por inteiro, num eterno beijo ofegante
Que nunca se cansa que ainda crê no amor verdadeiro
Sou aquela que luta que ama e que quer o teu calor
Sou quem nunca desiste, apesar de tamanha ser a dor
Sou simplesmente uma rosa, anjo, menina e mulher
Assim mesmo, me vejo como outra mulher qualquer
Sempre a tua espera, e que pelo teu amor se desespera
Contudo, sempre pronta, para tudo o que der e vier!
*Irlene Chagas*

Quando te Penso
Te penso e repenso
Todas as horas do dia
Te sinto bem perto de mim
Estás comigo todos os momentos
Em meus mais lindos pensamentos

Te procuro em todos os espaços
Me permito estar em torno de seus braços
Percebo sua respiração como se fosse a minha
Nosso perfume se torna uma só fragrância
Estamos juntos em todos os lugares

Ao sonhar contigo alegro-me
Porque me visitas em sonho
Para dançarmos a nossa música
Que traz contigo em teus lábios
E cantas em meu ouvido

Enquanto me abraças ternamente
Em constantes movimentos
Como se dançássemos nas nuvens
Com o mais puro sentimento
Me perco com tanto encantamento

Falamos a mesma língua
Temos os mesmos sonhos
Nossas verdades são as mesmas
Nossos olhos se procuram constantemente
Trazemos conosco o infinito
Desejamos ter um ao outro eternamente
Nossas lágrimas? São de amor sim!
E nos molha de tanto desejo
De encontrar tua boca na minha
Em nosso tão esperado beijo!
*Rita Encinas*

Onde está a leveza de alguém?
Está em saber ouvir,
Em saber o coração e a alma tocar,
Na hora certa... Falar!

Quando oferece uma flor,
Quando permite o Amor...
Quando transfere o ‘seu calor’!

Na hora da ‘tempestade’
Estende a sua mão e,
Oferece a ‘calmaria’,
Levando a harmonia!

A leveza de ser,
Está num sorriso, em meio de lágrimas,
Na paciência, no meio da turbulência.
Na confiança, quando tudo parece desabar.
No olhar silencioso que diz:
Seguro sua mão, não se desespere...
Estou aqui, ao seu lado!

Compreende a unicidade,
Vivendo no Todo do Universo.
Dúvidas, medos, ilusões...
Situações efêmeras,
Cada um no seu grau de Evolução.

A leveza de alguém,
Está em apenas... Ser,
Ser e sentir,
Deixando o amor fluir,
E em silêncio,
Sempre prosseguir!
*Gênice Suavi*

Perdoe-me...
Por ter te amado tanto
Invadido a tua vida...
Nada sou mais que uma lembrança
Nos teus sonhos mais remotos
E as lágrimas de meus olhos se transformam no oceano
Que afogam a minha alma...
Tu eras meu. E fui feliz!
Aquela ilusão me induz a te amar... Novamente...
Amor...
A vida é tão breve
Perdoe-me por insistir tanto...pelos meus versos
E pela paixão que não passa...!
*Celina Vasques*

Numa tarde_
Numa tarde qualquer
em um qualquer lugar,
quero te encontrar.
Eu até tentei
desistir de seus beijos,
e deixar de te amar.
Percebi então,
que eu te deixei lá fora
mas, que você teimosa,
se esqueceu aqui...
Invadindo meus pensamentos
lembrando-me a toda hora,
dos versos e das rimas
das poesias que se perderam
no tempo e no vento,
que hoje voam solitárias
no espaço.
Brigo comigo, chamo-me
de poeta de palavras tolas,
digo que as paixões
são amores sem juízo...
Mas que fazer se tudo que preciso
são teus espaços vazios pra eu
preencher.
Nem que seja apenas por instantes
Instantes estes, que serão únicos
Um olhar, Um querer, Um beijo
Um abraço apertado., teu corpo junto
ao meu.
Serão apenas momentos,
mas tão meus e tão teus.
*Joe Luigi*

AMAR PRA SEMPRE
Eu sei que entre nós tudo acabou
Mas eu não sei o que fazer pra te esquecer
O seu amor você deixou
Dentro de mim sem resolver
Eu só queria agora uma palavra sua
Que me dissesse um pouco mais
Que o seu amor não mais me insinua
Vem, me diz, me deixa em paz...

Diz que o amor entre nós nunca existiu
Que aquele amor que você sentia
Foi apenas um momento em qual queria
Conhecer o que nunca te sorriu...

Vem, me fala, que eu vou embora
Que a nossa situação se resolve agora
Mas eu conheço a sua verdade
Muda os teus gestos pra que a saudade
Não renove nossa paixão perdida...

Do amor o mundo não conhece a razão
Mas eu conheço o seu coração
Qual o meu nos quer amar pra toda vida...
*©Dolandmay Walter*

“Tens todo o tempo do mundo!”
Que tempo?
Que mundo?
O tempo é o agora
Neste instante
Na fracção de segundo em que sorrimos
Nos momentos em que amamos
Que parecem durar uma vida inteira
A nossa!
Mas, são momentos
Inesquecíveis, mas continuam a ser momentos
O mundo
É o nosso e o que escolhemos para nos rodear.
Sim! Porque nós somos o centro desse mundo!
Somos nós que fazemos as escolhas
Que caminhamos por onde queremos
Que abraçamos quem deixamos entrar no nosso mundo!
Escolhemos as pessoas
Sonhamos as palavras
Mas os gestos, esses são genuínos
Instantâneos, como o tempo
Esse que nunca temos
Nas carícias esquecidas
Nas palavras mudas
Mas, é o nosso tempo
Os minutos, as horas
E escolhemos o que fazer desse tempo
Que dizemos sempre tão precioso
Mas, por vezes, esquecemo-nos de o tornar interessante
Temos todo o nosso tempo para sermos felizes
Basta aproveitá-lo e ser!
*Cris Anvago*

Tua riqueza
Você tem a lua.
Que contempla e lhe acolhe,
Você tem o vento e
Com seu carinho, lhe assanha
os cabelos.

Você tem o sol.
Que em sua grandeza,
Nasce e lhe dá o dia,
sua beleza e sua claridade,
lhe dar o seu calor.

Você tem o amor.
Que lhe completa,
lhe deixando leve e feliz,
deixando seu peito cheio,
seu corpo em anseios,
a luz em teu meio.

Você tem a mim.
Que te acompanha,
que lhe assanha, lhe ouve,
lhe chama, lhe quer e lhe clama.
E com você é pura chama,
na paixão e no amor.

Você tem o belo.
E converte o feio em sua
frente, na beleza de teu
interior, tua realidade em
simples flor.
É tua fantasia, tua alegria.

Você tem a arte.
Com ela você diz ao mundo,
o que é preciso, tanto
em canção, em poesia...
essa imensa beleza tua,
em tela, em palco,
o que importa é você!
Ser você!
*Betânia Uchôa*

ROSA-DOS-VENTOS
Tu me orientas
A navegar em tuas diretrizes
Sul da minha vida
A primavera dos meus sonhos
Meu Leste
No resplandecer da esperança
Meu Oeste
A alegria em bonança
Tu és meu verdadeiro Norte
O verão desta felicidade
E neste magnetismo de paixão
Esqueço o inverno e a iniquidade
Pertencendo-te para todo o sempre
Como tua, a tua, rosa-dos-ventos
*Siomara Reis Teixeira*

EU NOVAMENTE AQUI.
Olha amor!
Eu aqui novamente
Persistindo em te falar
Tudo o que meu coração sente
Novamente irei lhe contar

É uma história bem antiga
Sempre aparece uma novidade
São coisas acontecidas
Que transbordo de saudades

Muitas saudades de você
Vontade de ter você aqui
Felicidade eu poderia ter
Se você falasse pra mim
Que precisa de mim
O quanto preciso de você

É amor!
Aqui novamente estou
Ultrapassando todos os meus limites
Renovando essa história de amor
Na esperança que você acredite

Acreditar em minhas verdades
É bem difícil mas vou tentar
Mudarei o rumo dessa história
Relembrando meus momentos de glória
Que vivi pra te amar

A mesma história vou reiniciar
Com o mesmo começo de antigamente
Parece que nada irá mudar
Continuarei te amando para sempre

Sabe amor!
Me cansei de dizer te amo e te quero
Te quero e te amo demais
Cansada dessa história
Sei que teremos a vitória
Ficarás em nossa memória
Essa linda história
Deste amor que não se desfaz!
*Odete Poesia*

PAIXÃO REPRIMIDA
Tenho as mãos atadas
uma paixão reprimida
quero voar além de mim,
além da paíxão, além da vida.
Sentir a tua essência
explodir meu sufoco,
gritar de amor
fazer amor,e amar até cansar.
Quero entrar em teu interior
e descobrir um mundo escondido,
quero apenas sentir-te
para poder sentir-me,
quero conhecer o desconhecido,
abrir a porta no escuro
e enxergar o conhecido,
quero sentir-me...
em cada instante de explosão
e poder dizer:
-que tudo valeu à pena..
*AMARILIS PAZINI AIRES*

REENCONTRO!
Do ontem... Da densa bruma do ontem...
Do longínquo ontem evolucional
Você surgiu como um porto seguro
Onde posso ancorar minha nau.

Veio sorrindo, um sorriso enigmático,
Como se antevisse o futuro a se desdobrar
Pressentisse o que iria acontecer,
Ao perceber que esse amor iria retornar.

Como fênix, das cinzas a renascer...
Uma troca de olhar, um sorriso e nada mais...
Nada mais foi necessário para te reconhecer,
Para, de todo o amor de ontem, recordar!

Meu coração está feliz!
Minha alma está trêmula de emoção!
Como agradeço a Deus esse presente...
A luz do teu amor, no caminho da evolução!
*FatinhaMussato*

Ligados pelo coração.
Tudo parece tão completo
bonito; não recordo de alguma coisa
que faz sentir falta, nada importa,
se chove, ou dá sol, por que até as intempéries
tornaram-se poesias.

Desde que te conheci, vejo iluminação,
empolgação, vida cores, alegria.

Eu tenho a certeza que você sempre estará comigo;
absolutamente certo como o sol ilumina esse dia,
tenho fé nesse amor, como acredito
na natureza, em Deus, nas forças invisíveis
dos sentimentos de amor.

Todos os dias e todas as noites
você está comigo, no meu coração.

E toda vez você surge como magia
sabe da hora que te preciso,
conhece meus sentimentos,
conhece a sabedoria do verdadeiro amor.

Todos os dias você me acompanha,
como se fossemos um coração
unidos pelo amor, para uma vida
mutua destinada a interagir
numa união cheia de emoção.

Você faz parte e é a minha vida,
caminhará comigo nessa missão;
porque nós dois sabemos
que estamos ligados pelo coração.
*Cláudio Domingos Borges*

Azul
Azul é o céu
Que reflete no mar
Lhe dando a sua cor ( Azul)
Que dentro de seu mistério de sabedoria
nos ensina amar.
Nos ensina a agradecer
Todo o amanhecer
A luz do sol
Que ilumina todas as flores
De todas as cores
Do nosso ser.
Ser que não consegue viver sozinho
Pois precisa do carinho
De todos os amigos
Para lhe dar coragem
Para seguir viagem
Sem medo de ir em busca de caminhar
Em busca de suas realizações
Que lhe fará viver
Muitas emoções.
Fazendo que todo o anoitecer
Diga:
Muito obrigado meu amigo.
Sem você
Eu não sou nada
Mas com contigo
Eu serei tudo.
*Maria Alice Cerqueira*

LIBERDADE
Tudo exige disciplina
É o que o TODO ensina
Isso...quando sómente
Voce for independente

Trabalhe sempre à sua mente
Ser natural e expontaneo é o suficiente
Não se vê porque a humanidade
Vive em tanta insanidade?

É aí que vemos a religião
Cada qual em uma direção
Seguem por muitos desvios
Não conseguem nem seguir aos rios

Devemos seguir a natureza
E não é nenhuma proeza
Siga a sua orientação
Aprenda a ouvir sua intuição

Deixe de ouvir a multidão
A maioria nem sabe para onde vão
Ouça seu Eu Maior
Ele sabe tudo de cor!!!

Olhe o universo imenso
E ouça ao seu silêncio
Baixe seu nível cerebral
E irá ouvir "algo" sem igual

Antes seu próprio silêncio deverá ouvir
Se muito apurar seu sentir
Poderá ser a maior realidade
Ou quem sabe... a maior verdade

Minimizar? pouco irá ajudar
Essa geração está à passar
Ouça o som da trombeta
Haverá limpeza em nosso planeta!!
*JRonaldo-JR*

"Minhas asas…”
Sinto-me agora, de mim mesma escritora.
Que semeia o sonho no plantio da vida
Quebrei as correntes da realidade impostora
Que a visão de plenos horizontes, limita…

Deixei-me fluir como a aragem ligeira
E abriram-se em chances os meus nadas
Os velhos silêncios são vozes passageiras
Não bloqueiam o acesso a novas estradas…

É que hoje desejo, um caminhar leve
E nem mais desejar se assim o quiser
Hoje minha historia sou eu quem escreve
Sem a sombra do receio a desfavorecer

Quero meu caminhar para além de onde sei
E para esse (re) começo, o passado guardei…
*Glória Salles*