No futebol sem resultado técnicos são demitidos. Na política não...

O futuro de Dunga

A vitória contra a Venezuela, 3 a 1 em Fortaleza, não convenceu a cúpula da CBF, que segue com ressalvas sobre o trabalho de Dunga.

De acordo com um dos vice-presidentes da confederação, Dunga não tem convencido. A avaliação é que vai bem em amistosos, mas na hora de competições oficiais, como a Copa América, quando o Brasil foi mal nos quatro jogos e nem às semifinais chegou, ou as eliminatórias para o Mundial da Rússia a Seleção joga bem abaixo das expectativas.

Contra o Chile o técnico foi criticado por ter recuado no segundo tempo, dando espaço demais aos rivais, que avançaram e fizeram 2 a 0.

Contra a Venezuela as críticas foram à defesa, que segue insegura, e ao meio-campo. Apesar da vitória foram observadas muitas falhas em campo. E a insistência em Oscar irritou muita gente…

Ainda segundo um dos vices da CBF o jogo contra a Argentina, em novembro, fora de casa, será decisivo para Dunga. Se o Brasil perder e perder jogando mal, ele deve ficar apenas para a partida seguinte, contra o Peru, e depois seria mandado embora.

Seria também um fato novo para tentar contentar o torcedor, cada vez mais afastado da Seleção, e ainda para tirar o foco da cúpula da CBF, cuja imagem ficou das piores depois da prisão de José Maria Marin em maio na Suíça.

Apesar de Dunga estar balançando, o mesmo não acontece com Gilmar Rinaldi. O desejo da CBF é, caso o treinador saia, manter o segundo na coordenação das seleções, o que acho um absurdo.

Pra ser sincero até agora não entendo o que os dois estão fazendo lá. Ainda mais depois dos 7 a 1, que já viraram oito, nove…

João Carlos Assumpção

LanceNet


                                   https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

Mais de Aquiles Armínio Lins

Comentários

Notícias relacionadas

loading...