Vítima de incêndio ganha novo rosto

Um homem teve o rosto completamente desfigurado em 2001, quando tentava apagar um incêndio, como bombeiro voluntário.
Trata-se do americano Patrick Hardison, um salva-vidas de 41 anos.
Este ano, em agosto, após finalmente encontrar um doador compatível, ele foi submetido ao mais amplo e complexo transplante de face já realizado na história.
A operação durou 26 horas ininterruptas e contou com a participação de uma equipe com mais de 100 integrantes, entre médicos, enfermeiros e técnicos, realizada no Centro Médico NYU Langone, em Nova York, nos Estados Unidos, que arcou também com todos os custos de mais de um milhão de dólares.
O transplante deu a Hardison um novo rosto com couro cabeludo, orelhas, canais auditivos e algumas porções de ossos do queixo, bochechas e nariz. Ele também ganhou novas pálpebras e músculos que controlam o piscar, o que poderá devolver sua visão normal, perdida após o acidente.
O americano ficou gravemente ferido quando o teto de uma casa em chamas caiu sobre ele durante uma missão de resgate, em 2001. Na ocasião, Hardison perdeu as pálpebras, as orelhas, os lábios, a maior parte do nariz, o cabelo e as sobrancelhas. Antes de ser submetido a essa última operação ele já havia passado por mais de 70 cirurgias de reconstrução facial. Embora vivesse uma vida "normal", ele não conseguia enxergar direito, devido a perda das pálpebras e enfrentava olhares assustados das pessoas nos lugares que frequentava.


                              https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Saúde

loading...