Júlio César Cardoso

Bacharel em Direito e servidor (federal) aposentado pelo Banco Central do Brasil, residindo atualmente em Balneário Camboriú(SC), mas com título eleitoral do Rio Grande do Sul.

Falta seriedade nos partidos políticos

Está na mídia: 'Thammy Miranda vai se candidatar a vereador por São Paulo nas eleições municipais de outubro deste ano. Por isso, o ex-noivo de Andressa Ferreira não vai mais atuar na próxima novela de Gloria Perez, prevista para estrear em abril de 2017 na faixa das nove' A informação é do colunista Leo Dias, do jornal 'O Dia', de quinta-feira (11/02).
"!Filiado recentemente ao PP (Partido Progressista), legenda da qual pertence ainda Jair Bolsonaro, Thammy quer defender as minorias em seu plano de trabalho. O padrinho do casamento de Antonia Fontenelle tem tido aulas de Justiça Social e Direito, por exemplo, como preparação para as eleições.
O partido aposta alto no ex-dançarino e acredita que ele tem chance de, futuramente, ser eleito senador. Caso aceitasse trabalhar no folhetim da autora de 'América', o filho de Gretchen teria um papel de destaque assim como ocorreu em 'Salve Jorge', trama que marcou sua estreia como ator."
Este é o país que não se preocupa com a qualidade de seus políticos. Basta ser figura  do meio  artístico ou da área esportiva para ser cortejado pelos partidos políticos a disputar eleições no Brasil. Ademais, a mídia deveria dar espaço e publicidade a seres especiais, como cientistas, professores e demais pessoas que servem de exemplos positivos à sociedade, e não a figuras mundanas e oportunistas, que nada acrescentam ao engrandecimento desta nação.
Os partidos políticos brasileiros são os responsáveis pelo quadro de parlamentares medíocres, incompetentes e indecorosos, porque agem com negligência ao aceitar a filiação de qualquer mequetrefe. Se os nossos partidos políticos fossem mais responsáveis e zelosos na escolha de seus representantes, certamente, hoje, o panorama de corrupção política seria menor.
A política não pode continuar sendo o refúgio dos incompetentes, respeitadas as exceções, que não conseguem se estabelecer profissionalmente na vida privada e optam pela vida política para obter vantagem da coisa pública. Ser político no Brasil é um grande negócio, já dissera o jornal espanhol El País, dadas as vantagens auferidas.
Mas como neste país qualquer mequetrefe consegue se eleger, quem duvida de que essa criatura ambígua, Thammy Miranda, não venha a fazer carreira política no Brasil?
Não sei como o ilustre deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) e demais parlamentares do PP permitem que o seu partido dê filiação para disputar a vereança de São Paulo a um espécime que não serve de referência positiva à sociedade.
Ressalto que é na filiação partidária que está o grande erro dos partidos, pois eles não se preocupam em selecionar melhor os seus políticos. O Parlamento brasileiro é o reflexo da falta de seriedade de nossos partidos políticos.
Júlio César Cardoso

                                   https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online.

Mais de Júlio César Cardoso

Comentários

Notícias relacionadas

loading...