João Henrique de Miranda Sá

Jornalista, escritor e redator autônomo

Suspiro de esperança – Centro Integrado em Atenção Psicossocial da CASSEMS

Ontem, 26 de abril de 2016, a primeira frente fria do ano envolve Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, para a alegria daqueles que preferem temperaturas baixas às mais altas. 

Já no fim do dia, o artista plástico José Eduardo Borges Daniel, o meu amigo “Zé”, me convida para a inauguração do Centro Integrado em Atenção Psicossocial da CASSEMS. 

Prestigio, sempre que posso, as exposições do artista e amigo “Zeduboreu” – como ele gosta de assinar. 

Zeduboreu
Zeduboreu

O que eu não sabia, era que além do encontro com a arte, eu conheceria uma iniciativa da CASSEMS que, dada a situação dos serviços de saúde mental no Mato Grosso do Sul, podemos atribuir classificação que transcende a utilidade pública, e merece os aplausos e a gratidão de toda a gente do nosso estado. 

Os serviços de saúde mental em todo o estado de Mato Grosso do Sul, vem sendo objeto de verdadeiro sucateamento, relegando aos portadores de patologias e transtornos mentais, condição de visível abando. Não bastasse o estigma que pesa sobre o portador de doença ou transtorno mental por parte da sociedade, o Estado também vem lhes virando as costas sistematicamente, há anos. 

Toca fundo n’alma de quem convive com a decadência dos serviços de saúde mental que ainda estão em operação, conhecer o conceito e as instalações oferecidas pela CASSEMS à sociedade local. 

Fiquei grato e sinceramente emocionado com a qualidade das instalações. Nada de ostentação, mas primoroso cuidado no acabamento revela até aos mais distraídos, zelo na execução de um lindo projeto. Ali, além da proposta atualíssima de atendimento multiprofissional, há um centro de atendimento dedicado exclusivamente aos males que afligem às mulheres. 

Fosse pouco, mais uma vez, pude testemunhar a instituição trazer consigo a tira colo, a arte por meio da concessão de espaços no novo prédio, para que gente como meu amigo “Zé” expusesse a expressão de sua alma. 

Zé e Dra. Maria Auxiliadora Budib
Zé e Dra. Maria Auxiliadora Budib

Mais do que uma simples inauguração de um serviço multiprofissional, pude perceber um suspiro aliviado de um campo da saúde que padece severa decadência, sufocada por interesses alheios às premissas que justificam sua existência e que castiga cruelmente aqueles que dele necessitam e seus familiares. 

Em nome dos usuários de serviços de saúde mental do Mato Grosso do Sul, em nome dos artistas e em meu nome, só me resta agradecer à CASSEMS pela iniciativa louvável. 

Há esperança! 

Muito obrigado. 

João Henrique de Miranda Sá é escritor e redator autônomo

[email protected]

Mais de João Henrique de Miranda Sá

Comentários

Notícias relacionadas

loading...