Polícia não revela o que foi encontrado por hacker que extorquia Marcela Temer

A Polícia Civil de São Paulo, através do DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) conseguiu prender nesta quarta-feira (11) o hacker Silvonei José de Jesus Souza, acusado de extorsão de Marcela Temer, esposa do vice-presidente Michel Temer, que nos próximos meses estará no exercício da presidência, face o afastamento da presidente Dilma Rousseff.

Sabe-se que o hacker conseguiu invadir os arquivos do telefone celular da bela esposa de Michel Temer.

Um inquérito sobre o crime foi aberto há cerca de um mês depois que o secretário da Segurança Pública, Alexandre de Moraes, foi informado sobre a ação dos criminosos.

Os autos estão sob sigilo absoluto, determinado pelo delegado Rodolpho Chiarelli.

Marcela, mediante extorsão, chegou a pagar 15 mil reais para o hacker. Todavia, ao invés de devolver os dados do aparelho, Silvonei passou a exigir mais dinheiro.

A polícia passou a acompanhar a negociação e descobriu a identidade do suspeito.

Nenhuma informação foi fornecida sobre o conteúdo hackeado.

da Redação                         

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Variedades

loading...