Mesmo com tropeços, Michel Temer vence 1ª batalha no Congresso

Deputados e senadores já perceberam a gritante diferença de estilos existente entre Dilma Rousseff e Michel Temer.

O interino conversa, dialoga e sabe ouvir, são os comentários mais frequentes. Exatamente o contrário da presidente afastada, que, com seu estilo truculento, era um arsenal de vaidade e soberba.

Os resultados do novo comportamento advindo do Planalto começam a produzir efeitos.

O Congresso aprovou na madrugada desta quarta-feira (25) a revisão da meta fiscal com a elevação do deficit primário para R$ 170,5 bilhões.

Não obstante, uma sessão longa e bastante conturbada, o resultado é a primeira vitória do presidente interino Michel Temer junto ao Legislativo. Uma grande vitória.

Temer acredita que a nova meta dará um clima de ‘tranquilidade’ ao país.

O presidente interino, ao contrário de Dilma, foi incansável, trabalhou efetivamente para o resultado, fez inúmeras ligações para parlamentares, afim de solidificar o apoio e, na segunda-feira (23), levou pessoalmente ao presidente do Senado o projeto.

Como era esperado, deputados e senadores da oposição questionaram o tamanho do déficit. A conta petista apresentava um deficit primário de R$ 96,7 bilhões.

Entretanto, o relator da matéria, deputado Dagoberto Nogueira Filho (PDT-MS), que votou contra o afastamento da presidente, emitiu parecer favorável, alegando que conversou com o ex-ministro Nelson Barbosa, e este confirmou que os números eram ‘justos’.

O resultado representa uma excelente recuperação do governo interino com relação aos tropeços verificados nos últimos dias.

E demonstra que o diálogo, a conversa e o tete a tete  são fundamentais.

da Redação

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política

loading...