Patricía Lellis, Feliciano, Bauer e Mangabeira, mentiras, dinheiro e ameaça de morte (veja o vídeo)

Um truncado universo repleto de histórias pouco convincentes, mentiras, extorsão e até diálogos sobre o homicídio de um suposto traidor.

Este, seria Artur Mangabeira, ‘amigo’ de Patrícia, que teria embolsado uma grana que Talmo Bauer, assessor do deputado Marcos Feliciano, conseguiu para a jovem e sedutora estudante. Cinquenta mil reais.

Patrícia Lellis definitivamente não é ‘santa’, muito pelo contrário.

A análise dos fatos, pelo menos do que até agora se tornou público, demonstra que agiu de caso pensado, que armou uma ‘arapuca’ para o festejado líder religioso e deputado federal campeão de votos.

Resta saber se Feliciano caiu na ‘arapuca’.

Em depoimento, prestado ao lado da esposa, ele jura que não (veja aqui).

Ora, então porque Talmo Bauer deu cinquenta mil reais para um ‘negociador’ de Patrícia Lellis?

Aliás, nesse aspecto, a moça se deu muito mal, Artur Mangabeira, o negociador, repassou somente dez mil.

A revelação feita num vídeo por Bauer, surpreende a linda jovem de apenas 22 anos.

No vídeo, Lellis e Bauer travam o seguinte diálogo:

‘Com esse dinheiro dá pra você se resolver?’, questiona Bauer.

“Os R$ 10 mil’. – Diz Patrícia.

‘Não, eu dei R$ 50 mil pra ele’.

Neste momento, a estudante se surpreende:

‘O quê? Não, ele falou que você deu R$ 10 mil’.

Fica evidente a extorsão.

E o pior vem na sequência, quando Patrícia, extravasa o ódio, ao saber que foi traída, e sugere: ‘Bauer, porque você não mata ele?’.

Sem dúvida, um caso complicado, um emaranhado para a polícia decifrar.

Abaixo, o vídeo da conversa. Digna de dois pilantras.

Resta saber se tem mais pilantras e se Feliciano mordeu a isca do sexo

Amanda Acosta

[email protected]

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Variedades

loading...