Chapecó emociona o mundo na Arena Condá

Com muita emoção, muita chuva e muitas lágrimas, Chapecó homenageou os seus jogadores e membros da delegação falecidos no trágico acidente aéreo na Colômbia.

Luciano Buligon, prefeito de Chapecó (SC), fez sua fala na cerimônia vestindo a camisa do time colombiano Atlético Nacional, que enfrentaria a Chapecoense na final do Campeonato Sul-Americano, e falou em espanhol para agradecer ao país vizinho.

‘Deus também tem o direito de chorar, por isso chove tanto na Arena Condá’, foi a frase marcante e emocionante do prefeito.

O arcebispo da diocese de Chapecó leu uma mensagem do papa Francisco ao público. Nela, o papa transmitiu suas condolências, ofereceu votos de que as famílias sejam confortadas e encomendou as almas dos mortos ao céu.

Após a carta do papa, o jornalista e locutor Cid Moreira fez uma leitura da Bíblia.

Antes porém, o narrador mencionou, sob fortes aplausos, os nomes de todos os mortos no acidente aéreo, entre jogadores, comissão técnica, jornalistas e diretoria.

Tite, o técnico da seleção brasileira foi recebido com muitos aplausos.

No encerramento da cerimônia de homenagem aos mortos do acidente aéreo da Chapecoense, familiares das vítimas deram uma volta no gramado erguendo pôsteres e camisas dos jogadores.

O público do estádio repetiu o nome de cada um dos jogadores, ao som do hino do clube catarinense.

Um grande espetáculo de amor e emoção.

da Redação

da Redação

Comentários

Mais em Tema Livre

loading...