Reverenciado na Alemanha, Moro comenta foto com Aécio e divulgações de gravações de Dilma (Veja o vídeo)

A vida do juiz Sérgio Moro é absolutamente transparente, não fosse, ele já teria sido trucidado pela classe política.

Uma foto, num evento público, ao lado do senador Aécio Neves, foi motivo para que a bandidagem brasileira, aquela envolvida nos crimes investigados na Operação Lava Jato, ousasse acusar Moro de parcialidade, ou de ligações com partido político.

Um absurdo, vez que a ‘República de Curitiba’ já demonstrou que o seu compromisso é contra a corrupção, independente de ideologia, raça, credo ou de qualquer outra coisa.

Em evento na Alemanha, onde mais uma vez foi reverenciado como personalidade mundial, o magistrado brasileiro considerou a foto ‘infeliz’, mas esclareceu que o senador não está sob sua jurisdição e que o evento era público.

Ponto final. O resto é chiadeira de criminosos.

Quanto a divulgação das gravações em que apareciam a então presidente Dilma Rousseff, Moro esclareceu que desde o início do caso, o entendimento sempre foi de que 'nada deveria ser escondido da opinião pública'.

Veja o vídeo abaixo.

da Redação

da Redação

Comentários

Mais em Direito e Justiça

loading...