Redes Sociais:

Batochio e a ética da dedicação exclusiva e milionária aos processos de Lula



O advogado José Roberto Batochio é notadamente uma das estrelas da advocacia criminal no Brasil. Tido e havido como um dos maiores oradores da história. Atingiu o ápice de sua carreira ao presidir o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), no período compreendido entre os anos de 1993 e 1995.

O seu vasto e vitorioso curriculum o guindou à condição de uma dos mais caros causídicos brasileiros. Na sua banca, quando a atuação direta de Batochio é requisitada, os honorários ganham um montante bem mais elevado, cifras verdadeiramente milionárias.

No caso específico do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o acordo com Batochio foi de dedicação exclusiva.

Desde junho, o ex-presidente nacional da OAB largou tudo para apenas se dedicar a defesa de Lula e de mais alguns políticos do PT.

No 16º andar da Avenida Paulista, sede da ‘Batochio Advogados’, ele atualmente pouco aparece.

Também pudera, a compensação financeira tem sido gigantesca.

O duro é um advogado com a história de José Roberto Batochio ter a exata noção de que está sendo pago com a grana da propina. É ético?

Gonçalo Mendes Neto

[email protected]