A insólita parceria entre Lindbergh e Malafaia (Veja o vídeo)

O atual senador Lindbergh Farias, um dos mais estridentes da insana ‘bancada da Chupeta’, demonstra no seu dia-a-dia a sua mais completa falta de coerência.

Segue direitinho o ensinamento de seu dileto guru, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O garoto paraibano que no Rio chegou à presidência da União Nacional do Estudantes (UNE) e liderou os tais ‘caras-pintadas’, dois anos após o afastamento de Collor abandonou os estudos e foi eleito deputado federal pelo PCdoB.

Tornou-se político profissional, fazendo da política e da politicagem o seu meio de vida.

Adotou Nova Iguaçu (RJ) como sua base eleitoral e, após dois mandatos na Câmara Federal, foi eleito prefeito da cidade.

Sua passagem pelo executivo, que perdurou por dois mandatos, foi desastrosa, demonstrando que aquele garoto que outrora havia combatido Collor, tornou-se uma figura extremamente semelhante ao antigo desafeto e, mais tarde, nas gestões petistas, amigo e companheiro na base de apoio ao governo. Duas promíscuas caras de pau.

Afagos, Lindbergh e Collor
Afagos, Lindbergh e Collor

Eis que agora, diante dos últimos acontecimentos envolvendo o pastor Silas Malafaia, surge a revelação de sua insólita parceria com Lindbergh.

Aquele ‘lindinho’, que foi membro do PCdoB e se dizia ateu, nos pleitos eleitorais, em busca de voto, procurava Malafaia para orar e cabalar votos.

No vídeo abaixo, Lindbergh em visita ao templo de Malafaia.

O cúmulo do oportunismo e da incoerência.

Amanda Acosta

[email protected]

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Tema Livre

loading...