Cumprida a missão, Toffoli libera ação que impedirá réu de ocupar a linha sucessória

Foi liberada para julgamento a ação que não permite que réus em ação penal ocupem lugar na linha sucessória da Presidência da República.

O julgamento já foi iniciado e a maioria dos ministros havia se manifestado, quando Dias Toffoli pediu vistas paralisando a votação.

A ação do ministro foi explicitamente no sentido de proteger o maior vilão da República na atualidade, Renan Calheiros.

Com o início do recesso, não havendo mais sessões do STF em 2016, a votação será retomada em 2017, em data a ser marcada pela presidente da Corte, ministra Carmen Lúcia.

Renan é atualmente o segundo na linha sucessória do presidente Michel Temer – o primeiro é o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

da Redação

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça

loading...