Redes Sociais:

Temer se acovarda e nomeia afilhado de Renan para o CNJ



Um advogado ainda muito jovem e, talvez, sem a experiência necessária é o novo membro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Henrique de Almeida Ávila, 33 anos, formado a apenas 10 anos pela PUC do Rio de Janeiro, foi nomeado pelo presidente Michel Temer, nesta segunda-feira (02).

O novo membro do CNJ contou com o apadrinhamento de Renan Calheiros e do ministro do STF Gilmar Mendes.

Ávila é colega de escritório de advocacia de Guiomar Feitosa, esposa de Gilmar Mendes. Ambos trabalham em uma das maiores bancas de advocacia do país, do renomado Sérgio Bermudes.

O CNJ tem como função fiscalizar a atuação do Judiciário.

Difícil de acreditar que um advogado de carreira, indicado pela dupla Renan e Gilmar, vindo de um escritório badalado e que defende inúmeros interesses e uma infinidade de políticos envolvidos nas mais diversas falcatruas, vá agir com a devida isenção na fiscalização da atuação de juízes e magistrados.

O CNJ tem 15 integrantes e é comandado pela presidente do STF, ministra Cármen Lúcia.

da Redação