Abrir a porta da cadeia, como fez juiz de Roraima, não é a solução para evitar massacres

No momento em que os massacres havidos em Manaus (AM) e Boa Vista (RR) dão margem para que presos em cumprimento de pena sejam liberados, afim de que novos massacres sejam evitados, o Judiciário, em tese, está fazendo o jogo dos bandidos.

Em Roraima um juiz criminal liberou 161 presos. Mandou todo mundo pra casa.

A iniciativa, em tese, protege a vida dos criminosos, mas coloca em risco a população.

Boa Vista teve de um dia para outro, mais 161 marginais em circulação por suas ruas.

Certamente não é este o remédio adequado.

A decisão do magistrado com certeza não encontra eco na sociedade.

Sem dúvida, um lamentável absurdo.

da Redação

da Redação

Comentários

Mais em Direito e Justiça

loading...