Documento do governo enviado a ONU omite escandalosamente a tragédia de Mariana

O governo de mentirinha dos maiores pilantras de colarinho-branco da história do Brasil decidiu omitir a tragédia de Mariana — o maior desastre ambiental do país — e a catástrofe nos presídios em seu relatório enviado ao Conselho de Direitos Humanos da ONU. Pior: o (des)governo Michel Temer preferiu mergulhar noutra mentira, dizendo que ‘entre 2004 e 2015, a taxa anual de desmatamento na Amazônia Legal foi reduzida em mais de 80%".

Diante do flagra do ‘Estadão’ (veja aqui), o que faz o Ministério dos Direitos Humanos, comandado por aquela senhora que dizia ter um título da ONU que nunca existiu e que na verdade era ‘honraria’ de uma ONG do ex-dono do Atlético de Sorocaba?

Simplesmente responde à reportagem que devido ‘ao limite de tamanho para o documento, não teria sido possível incluir o desastre’.

#ÉaLama

Helder Caldeira 

Abaixo um vídeo com os momentos mais impactantes da tragédia:

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Tema Livre

loading...