Carta aberta encaminhada à Sra. Daniela Mercuri de Almeida Verçosa, conhecida como Daniela Mercury

Tomo a liberdade de endereçar-lhe a presente carta após ter tido contato com inúmeros vídeos e matérias dispostas nas redes sociais, em que a senhora, a princípio de forma gratuita e acintosa resolveu menosprezar e hostilizar a Polícia Militar do seu sempre dito amado, estado da Bahia.

Na esperança não só de sua leitura como também que tenha a oportunidade de se explicar, caso tenha ocorrido um mal entendido ou um lamentável equívoco na interpretação da conduta artística de V.Sa. quando do carnaval de Salvador.

Sendo a senhora uma pessoa pública e por certo detentora de notoriedade, é de suma importância que os fatos sejam bem esclarecidos.

Recordo-me de algum tempo atrás, ter lido em inúmeras matérias jornalísticas, onde a senhora clamava por respeito e rogava ao povo brasileiro que lhe apoiasse irrestritamente com relação às suas escolhas pessoais e políticas. Soa um tanto quanto esquisito que esta mesma pessoa em uma manifestação de grande alcance popular e de público, que é o carnaval brasileiro, tenha atacado de forma vil e incompreensível, uma instituição como a Polícia Militar. Soa um tanto quanto contraditório, uma pessoa que exige respeito mas em contrapartida não oferece a mesma conduta.

Saiba a senhora que os Policiais Militares são em sua maioria, dotados da maior honorabilidade e que exercem uma função de importância máxima em nossa combalida sociedade, atingida pelo crime e pelo deterioramento da apreciação dos mais básicos valores éticos e morais.

Um artista que abraça o ofício precisa ter ciência da sua responsabilidade como cidadão, o que implica necessariamente em exibir respeito pelas instituições brasileiras, dentre elas, a gloriosa Policia Militar.

Tenho absoluta certeza, que caso a senhora ou pessoas próximas precisem, lá estará a Polícia Militar a postos a oferecer a vocês uma mão amiga e profissional, agindo da melhor maneira, para protegê-los de todos e quaisquer males ou seus perigos. Estou convicta de que a Polícia Militar e seus nobres homens jamais lhes oferecerão ofensas ou um gesto obsceno e cumprirão suas obrigações profissionais, caso solicitados.

Assim, espero que a senhora possa apresentar sua versão dos fatos, que por ora mostram-se inequivocamente contra aquilo que se espera de um artista, mas, que todavia merece ter o direito de explicar-se e mormente retratar-se diante de tamanho vitupério, falta de respeito e civilidade.

A Bahia não merece uma conduta como essa, o povo baiano não vive apenas da folia, do carnaval e das cantorias, ele precisa da Polícia Militar e sua proteção. Um brasileiro que não respeita a sua Polícia não merece ser respeitado.

A senhora deve uma enorme satisfação ao Brasil, à Polícia Militar e ao povo baiano.

Eu, Claudia Wild, cidadã brasileira, que admira e respeita a Polícia Militar.

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Tema Livre

loading...