Discussão sobre sucessão presidencial finalmente chega ao nome de João Dória

Em pouco mais de dois meses de gestão à frente da prefeitura de São Paulo, João Dória Júnior começa a ser encarado como potencial candidato ao Planalto e nome extremamente competitivo em 2018.

O assunto já abordado por este Jornal da Cidade Online, neste domingo chegou às páginas da Folha de S.Paulo.

A matéria afirma que ‘Parlamentares e dirigentes do PSDB ouvidos pela reportagem admitem que o assunto saiu da seara das fofocas’.

‘A avaliação é que a crise política tende a macular sobremaneira a classe política tradicional que levará o eleitor a buscar, em 2018, fórmula parecida à que fez sucesso em algumas das principais capitais do país no ano passado, nas eleições municipais’.

‘Mais: acham que a pressão por avaliar as chances de Doria tende a crescer dentro da própria militância, com a aproximação do pleito’.

A mesma matéria ainda faz alusão ao fato de que Dória se elegeu com o discurso ‘de que apoiaria seu padrinho político, o governador Geraldo Alckmin, à Presidência em 2018. Uma guinada personificaria o exemplo de criatura que engoliu o criador’.

De fato, a candidatura de Dória só perde totalmente o risco de carregar esta pecha, se as posições se inverterem, ou seja, se Alckmin, entender o momento político e, na hora certa, declarar apoio ao ‘afilhado’.

A ‘Folha’ ainda ressalta que há poucos dias, durante participação num evento, demonstrando sua fidelidade, Dória reafirmou que seu candidato ao Planalto era o governador. Da plateia soou um melancólico ‘Que pena...’.

A eventual candidatura de Dória, caso aconteça, terá sido produto das bases, decisão do eleitorado, vinda de baixo para cima.

Vamos aguardar.

Neste link a matéria publicada na Folha de S.Paulo (Veja aqui).

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política

loading...