Ministro do TSE, sobre lama da corrupção, diz que ‘PT criou o Caixa 3’

A corrupção petista alcançou um inimaginável teor de ousadia e perversidade, tamanha a sede com que o partido avançou sobre o dinheiro público.

O depoimento do empreiteiro Marcelo Odebrecht é tido no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) como algo ‘impressionante’, que surpreendeu a todos pelas revelações do submundo da propina e o alto grau de envolvimento dos gestores.

O valor dado em propina ao PT na campanha política, utilizando o caixa dois, num montante de R$ 180 milhões, chocou os membros do TSE. Não se imaginava a imensidão de dinheiro sujo utilizado para reeleger Dilma.  

A novidade, também inimaginável, foi o surgimento do que o próprio ministro Herman Benjamin denominou de ‘caixa 3’. A doação da Odebrecht para outra empresa, no caso a cervejaria Itaipava, e o repasse do valor para o esquema espúrio.

Por outro lado, os Petistas acusam Michel Temer de golpista, pois na visão deles os 54 milhões de votos de Dilma, foram dados tão somente a candidata do PT.

Todavia, no caso de cassação pelo TSE, querem que Temer também seja cassado.

Nesse caso, na visão míope da ‘petezada’ a grana que a Odebrecht deu pra chapa foi para ambos, Dilma e Temer.

É sempre a mesma maneira desonesta de enxergar as coisas.

É o PT...

Gonçalo Mendes Neto

[email protected] 

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política

loading...