Ex-candidato do PSOL é preso por estuprar cães e portar drogas (veja o vídeo)

Cleber Alcasar foi preso na noite deste último domingo (05), por manter aproximadamente 15 cães em cativeiro e praticar sexo com eles

Cleber Alcasar foi candidato a vereador pelo PSOL em Divinópolis (MG) nas eleições municipais de 2016. Ele era monitorado por grupos de proteção aos animais há algum tempo. No início, a vizinhança pensava que o ex-candidato prestava um bom serviço à comunidade, recolhendo cães das ruas para que fossem tratados em sua própria residência. Com o passar do tempo, entretanto, os urros que se ouviam vindos da residência levantaram suspeitas de que os animais eram constantemente maltratados.

Segundo o site divinews.com, a polícia já havia sido acionada anteriormente, mas não foram encontradas provas. No domingo, no entanto, a situação mudou: com atenção redobrada ao zoófilo desde o dia 3, após os vigilantes ouvirem os gritos dos animais, o vidro da sua casa foi quebrado e Cleber foi flagrado com uma cachorra no colo e outra já estuprada sobre a cama. Após a chegada da polícia, todos os animais foram retirados do local e colocados aos cuidados dos ativistas.

No local, a polícia também encontrou drogas e verificou que também existe um processo judicial para que Cleber deixasse o imóvel.

Segue a íntegra do boletim de ocorrência.

‘Comparecemos a Rua Rio Grande do Sul, 10, onde várias pessoas haviam ligado no 190 relatando que o autor Cleber Alcasar estava praticando sexo com animais caninos e exibindo seus órgãos genitais pela janela, que fica visível pela via pública. No local haviam cerca de 30 pessoas revoltadas com a situação. Que invadiram a residência e dominaram o autor até a chegada desta guarnição. 

Adentramos a residência e efetuamos a prisão do autor. E durante a busca na residência, localizamos em um estante, um invólucro plástico de cor preta e ao verificarmos em seu interior, localizamos 26 pedras de substancia semelhante ao crack e R$ 11 reais em dinheiro. Diante dos fatos, Cleber foi conduzido a presença da autoridade policial para providencias. 

No local foram qualificadas cinco testemunhas que presenciaram o fato, inclusive a localização da droga. De acordo com a testemunha Simone Soares Silva, o imóvel que o autor estava é de propriedade de seu namorado, e que Cleber pegou a chave na locadora de imóvel e invadiu o imóvel para residir nele e que existe um processo judicial para retirá-lo do imóvel.

Ainda de acordo com as testemunhas qualificadas, Cleber faz sexo com os animais caninos constantemente e que todos escutam os gritos dos animais. Na residência havia cerca de 15 cães, que ficaram sob a responsabilidade das testemunhas, até o próximo dia útil, para que o órgão competente fosse acionado.

As testemunhas qualificadas também fizeram contato com a veterinária Antônia Elizabeth de Morais Magalhães que compareceu ao local e constatou maus tratos sofridos pelos animais, fazendo de próprio punho, um relatório que segue em anexo a ocorrência – Cleber ter sido agredido por moradores que invadiram sua residência, porém não soube apontar de qual pessoa partiu a agressão, se negando a se deslocar a UPA para atendimento. Não apresentando nenhuma lesão aparente'

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Denúncias