Petista presa em flagrante de pichação faz deprimente espetáculo de vitimização (veja o vídeo)

Maira Pinheiro, ex-candidata a vereadora pelo PT em 2016, militante e ativista do partido, pichadora de muros, presa na madrugada de sábado (4), quando emporcalhava com frase política um muro de um estacionamento no centro de São Paulo, em depoimento postado após ser liberada, passou a exercitar um triste, melancólico e hipócrita espetáculo de vitimização.

A petista insinua uma ação de constrangimento promovido pela Guarda Municipal Metropolitana, que teria ficado ‘passeando’ com ela sem dizer para onde seria levada e qual seria a acusação.

Pura pilantragem. Se foi presa em flagrante, com o spray na mão, tem a cara de pau de dizer que não sabia qual era a acusação. Ridículo!

Na sequência a desconectada ‘personagem’, diz que o episódio faz parte de ‘um projeto de perseguição da cultura e da arte de rua, desproporcional e que criminaliza a juventude’.

Depois se intitula ‘bode expiatório’.

O depoimento é lamentável e a moça parece fora de si.

Amanda Acosta

[email protected]

Veja o vídeo:

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Sociedade

loading...