Serraglio, desmoralizado e sem condições de permanecer ministro

Mesmo desconsiderando o fato de Osmar Serraglio ter sido ativo militante da tropa de choque de Eduardo Cunha, o seu notório envolvimento na Operação Carne Fraca, não permitem que ele prossiga à frente do Ministério da Justiça.

As revelações são desmoralizantes e o desqualificam para posto tão importante na esfera do Poder Executivo.

O aliado de Cunha tinha fortes e suspeitas ligações com Daniel Gonçalves Filho, o chefe da máfia que envenenava a população brasileira com carne podre.

Serraglio tratava o criminoso como ‘grande chefe’ (veja aqui).

Pois bem, se a situação de Osmar Serraglio já estava insustentável, ficou ainda muito pior agora, com as revelações trazidas pela senadora Katia Abreu, ex-ministra da agricultura.

Kátia Abreu alega ter sido pressionada pelos deputados federais Osmar Serraglio e Sergio Souza, ambos do PMDB (mesmo partido de Kátia), para indicar Gonçalves Filho e mantê-lo no cargo, mesmo após ele passar a responder a um processo disciplinar no Ministério.

A revelação da senadora só confirma o que já se sabia. Serraglio está enterrado na carne podre.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política

loading...