Baixa na defesa de Lula: Advogados dão entrada em petições de renúncia e abandonam a causa

Começou a debandada. O batalhão de advogados que trabalham nos processos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está ficando mais reduzido.

Esta semana, pelo menos 3 causídicos peticionaram informando ao juiz Sérgio Moro que estavam renunciando ao cargo de advogados de Lula.

Juarez Cirino dos Santos, Jair Cirino dos Santos e June Cirino dos Santos formam o grupo que está se debandando.

Juarez é o advogado que protagonizou discussões com o juiz Sérgio Moro, em dezembro do ano passado, no processo que envolve o apartamento tríplex no Guarujá, que supostamente seria do petista.

Num dos embates Moro acusou o advogado de comportamento ‘inconveniente’.

Numa outra oportunidade, Moro chegou a alterar o tom de voz: ‘O senhor respeite o juízo’.

E em outra discussão, o advogado, sempre petulante, classificou as perguntas de Moro como as ‘de um inquisidor, não de um juiz’.

De qualquer forma, a perda desse grupo é um significativo revés na defesa de Lula. Principalmente Juarez Cirino, tido como pioneiro da 'criminologia crítica' no Brasil e um dos mais importantes criminalistas e criminólogos brasileiros de todos os tempos. É, atualmente, o Presidente do Instituto de Criminologia e Política Criminal.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Variedades

loading...