Redes Sociais:

Após destratar agente penitenciário, Adriana Ancelmo é novamente liberada do xilindró



A esposa e comparsa do ex-governador Sérgio Cabral ainda tem força.

Esta semana, ela conseguiu a punição de uma agente penitenciária que a chamou de ‘detenta’. O tratamento adequado teria que ser ‘dona Adriana’ (veja aqui). 

E nesta sexta-feira (24), uma nova decisão da Justiça, decidiu que a ‘detenta’ Adriana Ancelmo poderá ficar em prisão domiciliar, afim de cuidar de seus filhos, privados da convivência com a mãe e o pai, em seu luxuoso apartamento no Leblon, no Rio de Janeiro.

O juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal Federal do Rio, havia concedido a prisão domiciliar. A medida foi cassada pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2).

Todavia, decisão da ministra Maria Thereza de Assis Moura, do STJ, concedeu liminarmente o habeas corpus, reestabelecendo a decisão de 1ª instância.

Adriana é acusada de envolvimento em crimes de corrupção praticados pelo marido, que continua preso.

A ex-primeira-dama recebeu recursos de operadores financeiros e utilizou o seu escritório de advocacia para lavar dinheiro oriundo de propina.

Na realidade, a dupla de criminosos, Adriana e Sérgio, promoveu uma estapafúrdia farra com o dinheiro público, durante os dois mandatos do ex-governador.

O Rio sofre muito hoje em razão da ganância, desonestidade e irresponsabilidade destas duas figuras abomináveis.

da Redação