Redes Sociais:

Figurino de 'Novo Mundo' - A figurinista Marie Salles conta detalhes

Por Noeli de Carvalho e Silva


Escrita por Thereza Falcão e Alessandro Marson, com direção artística de Vinícius Coimbra, Novo Mundo é uma aventura romântica ambientada no Brasil do início do século XIX, entre 1817 e 1822.


Resultado de imagem para figurino novo mundo

Dois mundos distantes que se encontrariam através de seus povos. As próprias pessoas uniriam a Europa e as Américas nos séculos passados através do Atlântico. E isso será claramente visto na nova novela das 6. O choque cultural que acontecia no início do século XIX será retratado pelos núcleos representados em Novo Mundo e percebido, especialmente, por meio do figurino de cada personagem.

Resultado de imagem para figurino novo mundo

O público poderá enxergar o Brasil entre 1817 e 1822. Para isso, a figurinista Marie Salles e sua equipe - 5 assistentes, 8 alfaiates, 8 aderecistas e 25 costureiras - se basearam nas diferenças dos costumes originais de cada cidadão. Leopoldina (Letícia Colin), por exemplo, chega da Áustria, um país nobre, frio, diretamente no Rio de Janeiro, onde nem havia saneamento básico e as roupas não eram lavadas.

Apesar de todas as roupas terem a mesma inspiração - as obras de Jean-Baptiste Debret -, cada núcleo tem sua peculiaridade e paleta de cor. Confira os detalhes e alguns croquis desenvolvidos pela equipe de figurino para o estudo dos personagens!

"Ela é um pouco sombria, mas usará muito branco. Pensei muito em vikings, em quem colonizou a Inglaterra [de onde vem a personagem]. O figurino dela é composto por tiaras, detalhes no cabelo, luva e sempre vermelho com branco. Tudo meio transparente, translúcido. Cabelo preto e rouba branca", refere-se Marie à protagonista.


Anna Millman em croqui Foto Desenho Beto Campos Arte Fabrcio Bianchi Gshow

"Pensei mesmo em princesas austríacas dessa época e familiares. Historicamente, ela era acima do peso, mas não precisamos colocar enchimento em função das roupas que ela usava. Tinha muito babado, bordado. Não tem quase decote, é mais recatada", explica a figurinista. Ainda segundo ela, a composição fará com que a personagem sinta muito calor e, por isso, em um segundo momento, as roupas diminuem, já que Leopoldina entende o clima do país. "Ela estará com o vestido mais simples, mais envelhecido, até porque não tem mais dinheiro. Além disso, começa a usar as roupas de Dom Pedro".

Leopoldina em croqui Foto Desenho Beto Campos Arte Fabrcio Bianchi Gshow

"Ele não é bobo. Já conhece o clima local. É um figurino lindo!", pontua Marie. Nosso monarca, portanto, não se veste como herdeiro do trono no dia a dia, a não ser que a situação exija esse tipo de adereço. "Dom Pedro é um brasileiro e se veste como tal. Usa botas e roupas leves com um chapéu de tropeiro. Apenas nas ocasiões oficiais usa a roupa de príncipe - que foi feita de maneira bem realista, com dragonas e insígnias de metal", explica a figurinista.


Dom Pedro em croqui Foto Desenho Beto Campos Arte Fabrcio Bianchi Gshow


"Um personagem muito interessante. Ele só usa uma roupa própria na primeira cena, depois vai se apropriando de personagens: vira um alerquim, marinheiro e pirata", entrega Marie Salles sobre o mocinho e herói da novela. "Joaquim vai se moldando conforme as circunstâncias da vida", ela completa.

Joaquim Martinho em croqui Foto Desenho Beto Campos Arte Fabrcio Bianchi Gshow


O vilão usa casaca com dragonas de metais, que dão peso e postura para a roupa. Além de insígnias, já que é um oficial inglês. Sobre este processo, a figurinista detalha: "Desenvolvemos aqui [nos Estúdios Globo] os adereços. Temos uma bordadeira que só faz bordado de rei e rainha". Por usar uniforme o tempo todo, o trabalho realizado nas fardas têm muitos detalhes. "São todas bordadas com linha dourada com relevo de metal para dar mais riqueza", justifica Marie.

Thomas Johnson em croqui Foto Desenho Beto Campos Arte Fabrcio Bianchi Gshow

Apesar de ter sido adotado pela família de Anna, os Millman, muito novo, Piatã tem origens muito marcantes, mesmo que não se recorde de tudo. Por isso, seu figurino mescla estas referências. "Eu o vesti meio inglês, com a casaca, em uma mistura de índio com europeu. Ele foi criado pelo pai da Anna, que era um comandante. Viajavam muito e moraram em vários lugares do mundo. Quis passar um pouco disso para os dois. Ele se veste como inglês, mas não se dá bem com aquela roupa, por isso é meio velha, caída e incômoda", explica Marie.


Piat em croqui Foto Desenho Beto Campos Arte Fabrcio Bianchi Gshow

"Fred Sem Alma esconde um grande segredo. Ele usa coisas roubadas de outras aventuras, tem tatuagens e uma capa de couro bem desgastada. Tudo traz a importância do passado do personagem", conceitua a figurinista. Ainda segundo ela, todas as roupas dos piratas tiveram um tratamento de maresia. "Hassan usa capas e calças do oriente misturados com coisas roubadas, cartola e todas as bugigangas que carrega", completa Marie.


Fred Sem Alma em croqui Foto Desenho Beto Campos Arte Fabrcio Bianchi Gshow



Ponto de Vista:

Resultado de imagem para figurino novo mundo


Nós amamos novela de época e se tem uma coisa que a Rede Globo acerta é em novelas que contam um momento da história do Brasil. Eles focam no memento histórico no geral, trazendo detalhes da vida, da imagem, figurinos, comida, linguá e a nossa sensação como telespectador é que aquela história realmente aconteceu de fato.  Uma novela limpa, família e com o toque de paixão e aventura para uma novela das 6, tem tudo para atingir uma audiência positiva. 


 (Fotos: Desenhos: Beto Campos; Artes: Fabrício Bianchi/ Gshow)