Temer rompe e Renan alia-se ao PT

O rompimento já anunciado entre o presidente Michel Temer e o senador Renan Calheiros poderá ter significativas consequências para ambos.

Para o governo, as reformas estão enormemente prejudicadas. Ganhou um inimigo que irá atrapalhar e atravancar os planos do Planalto.

Para Renan, no entanto, é salvação ou suicídio. Com um discurso de oposição, aliado ao PT, ele tentará a reeleição em Alagoas, condição fundamental para que continue em liberdade.

Ninguém tem dúvida que, com a folha corrida que tem, caso seja derrotado na eleição e, uma vez sem foro privilegiado e nas mãos do juiz Sérgio Moro, o senador alagoano tem o destino praticamente delineado.

Pesquisas recentes indicam que atualmente Renan é o terceiro colocado, embolado com os ex-governadores Ronaldo Lessa e Teotônio Villela Filho e seguido de perto pelo ministro Maurício Quintela.

Resta saber se a mudança radical no discurso irá convencer o eleitorado a lhe dar mais oito anos de mandato e impunidade.

A cena patética será Renan e Lula, unidos na oposição. Na realidade, nada mais do que um grande reencontro. 

Os dois se conhecem com sórdida intimidade e já estiveram juntos inúmeras vezes.

Gonçalo Mendes Neto

[email protected]

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política

loading...