Imponderável qualquer reforma enquanto homens como Sarney detiverem três aposentadorias

Não há que se falar ou pleitear qualquer reforma previdenciária enquanto distorções como essa não forem completamente abolidas do cenário nacional.

É absolutamente inaceitável que um sujeito com a vida pregressa altamente questionável como o ex-presidente José Sarney, receba dos cofres públicos três aposentadorias, perfazendo um montante de R$ 73 mil reais mensais. Isto sem considerar que se trata de um abastado milionário, dono de um questionável patrimônio.

A própria dona Marisa Letícia, que nunca trabalhou em toda sua existência, recebeu até a morte a bagatela de R$ 20 mil reais, fatalmente conseguidos através de algum arranjo político criminoso proporcionado pelo viúvo e hoje por ele abocanhado, devidamente corrigido para R$ 30 mil reais, conforme confissão expressa durante o seu depoimento na 10ª vara federal criminal de Brasília-DF.

São apenas exemplos dentro de uma infinidade de casos que assolam o país, isto sem citar absurdas regalias ocasionais e vitalícias, proporcionadas a parlamentares, ex-parlamentares, membros do Judiciário, do Ministério Público e outros privilegiados.

Uma abominável excrescência.

Vanessa Mallmann

vanessa@jornaldacidadeonline.com.br

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política

loading...