Redes Sociais:

Chefe do PCC colocado em liberdade por Lewandowski está desaparecido (veja o vídeo)



Ainda em 2016, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, assombrou o Brasil com uma decisão inusitada.

O magistrado mandou soltar um dos bandidos mais perigosos da atualidade, condenado em 2ª instância há mais de 65 anos de prisão, pela prática dos crimes de latrocínio e roubo.

Carlos Roberto Ferreira, conhecido pela alcunha de ‘Galo’, tido pela Polícia Civil como um dos chefes do PCC em São Paulo.

A atitude do ministro salta aos olhos, mormente em função de decisão do STF, no sentido de que após decisão de órgão colegiado, o criminoso já pode iniciar o cumprimento da pena.

Lamentável um ministro, de acordo com sua ‘convicção’ pessoal decidir e criar jurisprudência para favorecer um bandido de alta periculosidade.

O detalhe pernóstico é que fontes seguras dão conta de que Galo, desde que foi solto, reassumiu o comando da organização criminosa e certamente não será mais encontrado pela Justiça.

Parabéns ao ministro!

da Redação

Veja o vídeo: