Lula, o homem que roubou os meus sonhos

Não sou militante de nenhum partido político, mas como cidadã, eleitora e trabalhadora, acompanho com interesse e atenção todos os acontecimentos políticos e, em consequência, a atuação de nossos representantes.

Nos meus 54 anos de idade, já acumulei inúmeras decepções, mas nunca perdi a esperança. Aliás, continuo uma sonhadora.

Não sei até quando vou continuar sonhando, mas meu último sonho foi frustrante.

Sonhei um dia que Lula era um homem sério, um sujeito que pensava no país, no povo brasileiro, nas pessoas carentes e na Justiça Social.

Nesse mesmo sonho, o mesmo Lula, aparecia em imagens nítidas, como um democrata, inimigo da corrupção e defensor dos mais pobres.

No meu sonho, um lindo sonho, Lula era um grande presidente e um grande brasileiro.

De repente, quando o meu sonho parecia uma realidade, acordei.

O meu despertar foi terrível, me deparei com um Lula totalmente diferente do meu sonho.

O Lula da vida real era um criminoso, um homem perverso, que roubou o meu sonho e o meu dinheiro. Que roubou a minha esperança e minhas crenças num Brasil melhor.

Despertei de um pesadelo!

Porém, felizmente, percebi que ainda tenho capacidade de sonhar.

Hoje, sonho com Lula preso e com um novo país, pós-Lava Jato, onde bandidos sejam severamente punidos e que não se atrevam a roubar os sonhos das pessoas de bem.

Eu ainda acredito!

Letícia Ribeiro

Jacareí-SP

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Manifestação do Leitor

loading...