Léo Pinheiro não destruiu as provas

A revelação bombástica do ex-presidente da Construtora OAS, Léo Pinheiro, no sentido de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva havia determinado que ‘destruísse as provas’, ganhou mais um ingrediente neste sábado (22): as provas não foram destruídas.

O empresário tem um verdadeiro calhamaço de documentos, agendas pessoais, ligações telefônicas e outras provas, que corroboram o que afirmou perante o juiz Sérgio Moro.

Em contrapartida, o advogado de Lula, Cristiano Zanin, mais uma vez demonstrando sua torpeza, divulgou nota condenado as provas que ainda nem foram juntadas: ‘Desde quando um e-mail de agenda prova a ocorrência de um encontro e, sobretudo, o que poderia ter sido discutido no suposto encontro? Léo Pinheiro não tem nenhuma prova contra Lula, porque ele não cometeu qualquer ato ilícito. Ele (o empresário) tem uma versão negociada para agradar os procuradores para ter a sua delação premiada — negociada desde 2016 — finalmente aceita, para que possa deixar a prisão ou obter benefícios’.

É o derradeiro esperneio.

da Redação
da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Variedades

loading...