Petistas queriam usar o Exército para barrar impeachment, revela Comandante

A revelação é fantástica e deplorável. Políticos que sempre combateram o uso da força e o regime militar, ousaram pensar em fazer uso do Exército brasileiro para conter o impeachment de Dilma Rousseff.

A declaração é do comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, em entrevista à Revista Veja.

A intervenção só não aconteceu porque foi rechaçada pelo próprio Exército, que entendeu que o processo de afastamento da então presidente era absolutamente constitucional.

Tais fatos que só agora vem à tona, dão a exata demonstração de que o PT estava disposto a tudo para se manter no poder.

O general, na mesma entrevista, reconhece que as Forças Armadas ficaram ‘alarmadas’ com a perspectiva de serem empregadas para ‘conter as manifestações que ocorriam contra o governo’.

“Nós temos uma assessoria parlamentar no Congresso que defende nossos interesses, nossos projetos. Esse nosso pessoal foi sondado por políticos de esquerda sobre como nós receberíamos uma decretação do estado de defesa”, afirmou Villas Bôas.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Variedades

loading...