Diretor da OAS que tomou cachaça com Lula no sítio de Atibaia, depõe hoje

Os diretores da Construtora OAS que cuidaram pessoalmente das reformas do tríplex no Guarujá e do sítio em Atibaia prestarão depoimento nesta quarta-feira (26) perante o juiz Sérgio Moro, na ‘República de Curitiba’.

Entre eles, Paulo Gordilho, o responsável pela compra das duas cozinhas idênticas, uma colocada no tríplex e outra no sítio. No seu celular também foram encontradas inúmeras mensagens sobre a reforma do imóvel em Atibaia. 

E foi o próprio Gordilho que certa feita visitou o sítio, em companhia de Lula e Marisa, para sanar dúvidas a respeito das reformas. 

Já numa outra oportunidade, comemorando a entrega da cozinha, Gordilho e Lula se embriagaram com cachaça e cerveja.

Lula, quando conduzido coercitivamente, mentiu e disse que não conhecia Gordilho. 

Na foto que ilustra a matéria, corroborando as mensagens do celular do arquiteto, uma selfie de Léo Pinheiro e, ao fundo, Lula bebendo a cachacinha no famoso sítio de Atibaia.


‘Bebemos eu e ele (Lula) uma garrafa de cachaça da boa Havana mineira e umas 15 cervejas’, escreveu Gordilho numa outra mensagem pelo WhatsApp.

Quanto aos outros dois diretores, Roberto Moreira Ferreira e Fábio Yonamine, também participaram das peripécias do ex-presidente e fatalmente irão confirmar em seus depoimentos.

Isso tudo são provas robustas quanto a propriedade do imóvel, documentais e testemunhais, inclusive com registros fotográficos e mensagens.

Amanda Acosta

[email protected]

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça

loading...