Valdivino Sousa

Valdivino Sousa é Professor, Matemático, Contador, Bacharel em Direito e Escritor.  Pesquisador sobre Engenharia Didática em Matemática; Modelagem; Construção do Conhecimento em Matemática;   Modelos Matemáticos e suas Aplicações. Semanalmente escreve para o Jornal da Cidade Online e JFC.

Ex-Bozo se torna pastor e diz que deve perdão a Silvio Santos

Em entrevista ao jornalista Daniel Castro, Wanderley Tribeck, que interpretou o primeiro Bozo, confessou ser responsável pelo fim do personagem do SBT. Na conversa, ele pede perdão a Silvio Santos e diz o motivo de ter deixado de ser o palhaço.

“Tenho um arrependimento pela [minha] saída [do SBT]. Quando eu saí, o Bozo acabou. O Luiz Ricardo, que era um bom Bozo, também resolveu não fazer mais, aí foram entrando outros… Então acho que eu devo um [pedido de] perdão a Silvio Santos. Ele investiu muito no personagem, eu não deveria ter saído. Mas infelizmente eu era muito novo. Hoje estou com idade, sou um homem que pensa. Ainda quero dar um abraço nele e dizer ‘Silvio, me perdoa'”, disse.
“Resolvi sair por não concordar com esse negócio de colocar outros Bozos, com crianças fazendo jogos (como corrida de cavalo e batalha naval) na televisão, mulheres de shortinho [como apresentadoras]. Conversei com Silvio, mas ele disse: ‘As coisas são modernas, têm que evoluir’. Falei ‘então não me leve a mal, quero sair'”, esclareceu.

Na década de 1990, o ex-palhaço viveu os piores momentos de sua vida. “Meus filhos foram embora, minha mulher [também], me agarrei na bebida, entrei nas drogas. Foi triste, a coisa foi feia. Eu estava praticamente na sarjeta, perdi tudo o que tinha. Me arrependo de muitas coisas que fiz na minha vida”, afirma.
Mas, uma das grandes curiosidades da vida do ex-Bozo foi o fato de ele ter se casado com uma “amiguinha” (o palhaço chamava as crianças de “amiguinhos” no programa). “Eu tinha 29 anos e ela 14. Nos apaixonamos e casamos um ano depois. Nos separamos, mas voltamos. Estamos juntos há mais de 30 anos”, contou ele em recente entrevista ao Ego.

Assista o vídeo
https://www.youtube.com/watch?v=Dg3VwAYLBpk


Após se converter, ele atualmente é pastor e faz pregações em 30 igrejas por mês no Rio Grande do Sul, mas sem esquecer do passado na TV. “Uso o Bozo porque é uma marca para que as pessoas que eram minhas fãs [sejam atraídas e] venham se converter ao Evangelho de Cristo. Deus me deixou famoso não para subir em palcos e ganhar dinheiro. Deus me deixou famoso para ganhar almas para o seu reino”, acredita. O “slogan” de seus cultos é: “Largou as palmas para ganhar almas”.

Sobre uma possível entrevista para algum programa, ele comentou: “Você não me vê na televisão porque se eu for lá eu não tenho o que falar além de Jesus”, justifica. Nesses 35 anos do SBT, ele gostaria que o personagem que mudou sua vida ganhasse uma homenagem. “O Bozo sustentou o SBT. O Bozo merece tudo”, afirma.








Valdivino Sousa

Valdivino Sousa é Professor, Matemático, Contador, Bacharel em Direito e Escritor.  Pesquisador sobre Engenharia Didática em Matemática; Modelagem; Construção do Conhecimento em Matemática;   Modelos Matemáticos e suas Aplicações. Semanalmente escreve para o Jornal da Cidade Online e JFC.

Mais de Valdivino Sousa

Comentários

Notícias relacionadas

loading...