Júlio César Cardoso

Bacharel em Direito e servidor (federal) aposentado pelo Banco Central do Brasil, residindo atualmente em Balneário Camboriú(SC), mas com título eleitoral do Rio Grande do Sul.

A reação de Lula e a podridão política

A reação de Lula à revelação do ex-diretor da Petrobras, Renato Duque, de que o ex-presidente lhe deu orientação a apagar vestígio de conta em banco na Suíça é uma demonstração de quem se vê, cada vez mais, desmascarado em seus próprios círculos corruptos de amizades.

Se existem idiotas -  que acreditam na inocência de Lula -, eles só podem estar no covil do PT. É impossível que todos os delatores da Lava-Jato estejam mentindo. A verdade é que os fatos convergem para um só lugar: a prática corrupta de Lula é uma verdade inequívoca.

Nenhum político sério e honesto enriquece na vida pública. Por exemplo: Sarney, Lula, Renan e outros biltres solertes, que usam a esperteza criminosa de agir para se locupletar na política, deveriam ser sentenciados com a perda dos direitos políticos para sempre e mantidos na cadeia por muito tempo, sem direito a nenhum benefício.

Se não fosse a Lava-Jato, pós-mensalão, para escancarar a podridão política, nada se ficaria sabendo no submundo putrefato da política nacional. E justiça seja feita ao denodado juiz Sérgio Moro, que não teve medo de mandar para a cadeia – e ainda mandará mais - elementos políticos e não políticos, componentes da macrodelinquência que tomava conta do Brasil.

E a ODEBRECHT, OAS etc. estão aí para desnudar os larápios de colarinhos brancos, que roubavam há muito tempo a esperança de brasileiros pobres, como Paulo Bernardo, ex-ministro dos governos Lula e Dilma, oportunista que pouco trabalhou no Banco do Brasil, e esposo da também indiciada senadora Gleisi Hoffman (PT-PR), escudeira empedernida de Lula e do PT.

Lula é um impostor que soube inebriar a ala intelectual petista. Mas não conseguirá enganar o juiz Sérgio Moro. Todas as delações premiadas levam ao Lula.

Lula é o proprietário oculto de todo o seu patrimônio. Era alimentado financeiramente com dinheiro ilícito do propinoduto contabilizado na ODEBRECHT e OAS. O dinheiro volumoso recebido das “palestras” dadas no exterior era a forma especiosa de a ODEBRECHT remunerar o ex-presidente pelas facilidades que seu governo concedia à empreiteira. O sítio e cobertura não estão oficialmente em seu nome, mas pertencem ao Lula, conforme declaração inquestionável das empreiteiras.

É evidente que não é só o Lula que merece ser penalizado, mas todos aqueles envolvidos na Lava-Jato, como os arrolados na lista de Fachin, respeitado o devido processo legal: Temer, Serra, Renan, Eunício Oliveira, Jucá, Collor, Lobão, Moreira Franco, Eliseu Padilha, Aécio, Dilma, Gleisi, Lindbergh e outros saltimbancos travestidos de políticos.

O Brasil precisa exorcizar todos os componentes corruptos da República da Odebrecht e pô-los na cadeia.

Júlio César Cardoso

Júlio César Cardoso

Bacharel em Direito e servidor (federal) aposentado pelo Banco Central do Brasil, residindo atualmente em Balneário Camboriú(SC), mas com título eleitoral do Rio Grande do Sul.

Mais de Júlio César Cardoso

Comentários

Notícias relacionadas

loading...