Por determinação judicial ‘fim de farra’ para o Instituto Lula, que terá que fechar às portas

O Instituto Lula terá que fechar às suas portas. Esta é a determinação do juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal de Brasília.

A suspensão das atividades da instituição prende-se a uma suposta tentativa de atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato.

Assim como o petista que lhe empresta o nome, a entidade está sendo acusada da ‘perpetração de vários ilícitos criminais’. 

‘Verifico pelo teor de seu depoimento que o Instituto Lula, mesmo que desenvolva projetos de intuito social, possa ter sido instrumento ou pelo menos local de encontro para a perpetração de vários ilícitos criminais’, disse o magistrado em decisão publicada nesta terça-feira (9).

O próprio depoimento do ex-presidente Lula, prestado no dia 14 de março em Brasília, foi determinante para a decisão do magistrado. 

Lula disse que o apelido da entidade era ‘Posto Ipiranga’. ‘Não era por causa do Instituto, era do personagem. Tem problema em tal lugar? Vai no posto Ipiranga’, explicou ele, em tom debochado.

‘Há indícios abundantes de que se tratava de local com grande influência no cenário político do país, e que possíveis tratativas ali entabuladas fizeram eclodir várias linhas investigativas”, pontuou o juiz. 

Desta forma, doravante, Lula terá que arrumar um outro local para entabular suas armações.

E vejam só, a determinação não é do juiz Sérgio Moro, é de Ricardo Leite, aquele que Lula chamou de imparcial e deu tapas na mesa.

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política

loading...