Puccinelli usou nota fiscal do instituto jurídico do filho para receber propina (veja o vídeo)

Sem limites, assim deve ser definida a atuação do ex-governador André Puccinelli no tortuoso caminho da corrupção.

Ele não sente qualquer constrangimento em envolver os próprios filhos em suas falcatruas.

A filha, médica, recentemente foi chamada na Polícia Federal, para tentar explicar o inexplicável, o seu rápido enriquecimento.

O filho, advogado, professor universitário e proprietário do Instituto Icone de Ensino Jurídico, já envolvido em outras peripécias ilegais arquitetadas pelo pai, acaba de se enrolar ainda mais, com a delação do grupo JBS. Notas fiscais frias do tal Instituto foram utilizadas pelo ex-governador para o recebimento de propina.

Além de André, o seu antecessor, Zeca do PT, e o seu sucessor, Reinaldo Azambuja, também estão sendo acusados.

O vídeo do empresário Wesley Batista, delatando o trio, é um escândalo.

Abaixo, veja o vídeo.

Lívia Martins

[email protected]
da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Foco MS

loading...