Lula arruma inimigo traiçoeiro dentro do próprio PT

O ex-presidente Lula nunca foi um bom articulador político.

Carismático, dono de um discurso envolvente, sempre teve negociadores de bom calibre ao seu lado. O ex-ministro José Dirceu foi o mais notável.

Todas as vezes em que o ex-presidente se arvorou na articulação política se deu muito mal.

Sua investida para evitar o impeachment da ex-presidente Dilma é um claro exemplo. Lula não conseguiu conquistar um voto sequer e ficou indignado com o comediante e deputado Tiririca, que teria lhe garantido o apoio contra a defenestração da infame ex-presidenta e na hora 'H' votou 'sim', pelo impeachment.

Mais recentemente, no encontro petista para escolha de um novo presidente nacional, Lula impôs a candidatura da senadora Gleisi Hoffmann, contra o também senador Lindbergh Farias.

Conseguiu a vitória, mas teve 38% de votos contrários e angariou a ira do ex-cara pintada.

Lindbergh já é nos bastidores petistas um inimigo inconciliável e traiçoeiro do ex-presidente.

O inquieto senador não esconde mais a torcida para que Lula seja freado pela Justiça e impedido de candidatar-se em 2018.

Lindbergh visualiza o futuro e se vê como o candidato do PT. Ele almeja tomar o lugar e a liderança de Lula.

Tem tanto escrúpulo quanto o ex-presidente, ou seja nenhum.

Amanda Acosta

[email protected]

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política

loading...