Breno e Bruno e o protagonismo ‘fantástico’ dos filhos da desembargadora (veja o vídeo)

Deprimente a situação funcional da desembargadora Tânia Garcia de Freitas Borges.

A rigor, a magistrada nunca foi bem vista nos meios jurídicos de Mato Grosso do Sul. Nunca foi tida pelos advogados como uma pessoa justa em suas decisões e sempre foi considerada extremamente lenta. Os processos adormeciam engavetados em seu gabinete.

Oriunda do Ministério Público foi nomeada para exercer o cargo de desembargadora do Tribunal de Justiça, pelo governador André Puccinelli, a quem, segundo relatos de advogados militantes em Mato Grosso do Sul, sempre guardou absoluta subserviência.

Puccinelli hoje responde a inúmeros processos pela prática do crime de corrupção. Recentemente foi obrigado a utilizar uma tornozeleira eletrônica.

Denúncia do Jornal da Cidade Online (veja aqui) foi repercutida neste domingo (6) pelo programa Fantástico da Rede Globo.

Antes de interferir a favor do filho Breno, preso em flagrante com 130 kg de maconha, a desembargadora Tânia Borges já havia adotado a mesma postura para livrar de punição o outro filho, Bruno, preso também em flagrante num episódio de assalto.

Abaixo, veja o vídeo com a reportagem completa.

Lívia Martins

[email protected]

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Denúncias

loading...