Conclusão da PF é de que Gleisi meteu a mão na propina

Após minuciosa análise a Polícia Federal chegou a uma conclusão a respeito do inquérito que apurava pagamento de R$ 1 milhão pela Odebrecht à senadora Gleisi Hoffmann.

‘Há elementos suficientes para apontar a materialidade e autoria dos crimes de corrupção passiva qualificada e lavagem de dinheiro praticados pela senadora, seu então chefe de gabinete, Leones Dall Agnol e seu marido, Paulo Bernardo, além dos intermediários Bruno Martins Gonçalves e Oliveiros Domingos Marques Neto’, concluiu a PF.

Além desse valor, a PF rastreou mais 3,5 milhões em propina para a senadora, identificada pelo codinome ‘Coxa’ e ‘Amante’.

Alheia a tais fatos e protegida pelo nefasto ‘foro privilegiado’, Gleisi Hoffman ocupou a tribuna nesta segunda-feira (7) tão somente para mais uma vez atacar o juiz Sérgio Moro e a Operação Lava Jato.

Porém, nada de explicar o destino do dinheiro que amealhou ilicitamente.

da Redação

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça

loading...