Síndica de condomínio está no encalço de doadora de Lula: calote é de 232 mil

Conforme o Jornal da Cidade Online noticiou nesta quinta-feira (17) (veja aqui), Roberta Luchsinger, a pretensa doadora de 500 mil para o ex-presidente Lula, está dura, sem dinheiro, com problemas na Justiça e sem qualquer liquidez.

O lance da doação foi uma mera jogada publicitária.

E nesta sexta-feira (18), mais uma revelação inusitada foi feita pela Revista Veja.

A ‘milionária’ não paga nem taxa de condomínio e já tem uma dívida de 232 mil no edifício onde reside.

Segundo a advogada que defende os interesses do condomínio, ‘Ela não constituiu advogado para esse processo, que correu à revelia. Nós já estamos na fase de avaliação pericial. O apartamento deve ir a leilão em breve’.

“O edifício, localizado em Higienópolis, tem um apartamento em cada um dos 11 andares. Os outros moradores estariam ‘loucos da vida’ com a notícia da suposta doação ao ex-presidente – já que o não pagamento da dívida tem recaído sobre eles.”

“No Twitter e no Facebook, Roberta, que é filiada ao PCdoB e pretende se candidatar a deputada estadual, escreveu que poderia ‘dobrar a doação’ ao ex-presidente. A reação de Roberta nas redes sociais foi em relação à reportagem publicada pelo jornal Folha de S.Paulo, que mostrou que ela já havia sido intimada a pagar uma dívida de R$ 62 mil com uma loja de decoração antes de fazer qualquer tipo de doação."

"O advogado da NP Decorações, Humberto Carlos Barbosa, afirmou que Roberta não aceitou negociar a dívida com a loja, que existiria desde 2013. Segundo ele, seu cliente foi pego de surpresa com a notícia da ‘doação’."

"Ainda nas redes sociais, Roberta escreveu: ‘É incrível como o Judiciário, em qualquer instância, se transformou em um instrumento de luta política contra Lula e todos que o apoiam!’."

"Em outro post, ela afirmou: “A partir de agora, baseado na decisão do juiz que quer me impedir de doar para o Lula, confirmando assim a perseguição contra o presidente, deveria ser proibida qualquer doação, seja a quem fosse. A começar pelas empresas que doam ao Doria por exemplo, será que estão todas ok? Será que esse juiz não gostaria de pegar e fazer essa análise?!! Juristas de plantão, o que pode ser feito? Se não pode para um, não pode para outro…”

Em suma, Roberta é uma ex-milionária que tentou ganhar evidência para se candidatar a deputada estadual.

O tiro saiu pela culatra.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política

loading...