Com Raquel Dodge, poder supremo de Gilmar fica inabalável

Neste sábado (19) o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) deu sua resposta ao pedido de suspeição proposto pela Procuradoria Geral da República.

‘Se isso prevalecer, o rabo abana o cachorro’, disse o ministro, sugerindo que a ação da PGR é ‘inversão de valores’.

Para complementar, Gilmar ainda fez um comentário totalmente desnecessário: ‘Aí, o Supremo passa a ser um órgão inferior em relação a promotores e juízes’.

O fato é que em setembro Raquel Dodge assume. É sabido que Gilmar teve participação decisiva na sua escolha.

Assim, com a nova procuradora, o ministro não terá mais o MPF lhe importunando.

A rigor, só a sociedade pode frear Gilmar.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça

loading...