Prefeita que utilizou dinheiro público para ‘encomendar’ homicídio é presa

Em tempos de ‘Lava Jato’, a cada dia se revela um tipo de corrupto, cada um mais repugnante que o outro.

Nesta segunda-feira, a polícia civil de Minas Gerais efetuou a prisão da prefeita de Santa Luzia, cidade com 72 mil habitantes, localizada na região metropolitana de Belo Horizonte.

De acordo com a acusação, Roseli Ferreira Pimentel, uma senhora vistosa, elegante, com 44 anos de idade, utilizou 20 mil reais pertencentes à Secretaria de Saúde da cidade para mandar matar o proprietário do jornal local ‘O Grito’, Maurício Campos Rosa, de 64 anos, morto com cinco tiros em agosto de 2016.

Ou seja, numa completa inversão de finalidade, utilizou o dinheiro roubado da ‘saúde’ para financiar um assassinato.

O crime teria sido encomendado após a prefeita ter sido chantageada pela vítima.


O jornalista estaria chantageando a prefeita, ameaçando divulgar críticas a sua gestão durante a campanha eleitoral de 2016, na qual ela disputava a reeleição.

De acordo com as investigações, três dias antes do assassinato, Maurício intensificou a chantagem.

Para se livrar das ameaças, Roseli encomendou o crime.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Policia

loading...