Em defesa de Mourão, senador relembra que líder do MST dentro do Planalto convocou ‘guerra’ (veja o vídeo)

De fato é um contrassenso e um absurdo indescritível. Os mesmos senadores que aplaudiram líderes de movimentos sociais ameaçarem a sociedade de ‘pegar em armas’ contra o impeachment de Dilma Rousseff, hoje condenam um integrante do alto comando do Exército por opinar, após provocação através de uma pergunta, sobre a possibilidade de uma eventual intervenção militar constitucional. 

Esse foi o tema do discurso do senador Magno Malta na tribuna do Senado Federal, que prometeu levar o vídeo com as ameaças para expor no dia em que o general Mourão for prestar explicação junto à Comissão de Direitos Humanos (CDH) da Casa.

Uma diferença fundamental entre os dois episódios é de que o general participava de um evento fechado, dentro de uma Loja Maçônica. A liderança petista, por sua vez, discursou e ameaçou em um evento público, dentro do palácio presidencial, recebendo o aval da então presidente e de todos os senadores do PT e demais partidos apoiadores.

Abaixo, veja o vídeo.
da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política

loading...