Padre pede perdão por ter orado pela libertação de Lula

O padre João Batista de Almeida, reitor do Santuário Nacional de Aparecida, se arrependeu de ter orado pela libertação do meliante Luiz Inácio Lula da Silva.

Ele e o arcebispo de Aparecida, dom Orlando Brandes, divulgaram em conjunto uma ‘Nota de Reparação’.

Os protestos foram avassaladores.

Na nota, o padre se penitencia:

“Manifesto meu pesar e peço perdão a todos que se sentiram ofendidos pela maneira como conduzi a celebração da missa das 14h”.
E arremata:
“igreja não é lugar de tomar posição político-partidária, que é contrária ao Evangelho”.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Tema Livre