Por omissão a propina de Zeca do PT e Blairo, Delcídio pode voltar para a cadeia

O ex-senador Delcídio do Amaral, o ex-líder de Dilma Rousseff no senado e depois taxado de ‘mentiroso’ pela ex-presidente, está com o seu acordo de delação premiada em risco.

Por ter omitido informações sobre propina recebidas pelos ex-governadores Zeca do PT e Blairo Maggi, de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, respectivamente, a procuradora-geral da República Raquel Dodge, cogita rever a sua delação.

Dodge já pediu vistas no processo e vai verificar se houve má fé na omissão.

É sabido que Delcídio ingressou na política pelas mãos de Zeca do PT, que o fez Secretário de Obras de seu primeiro governo e na sequência, utilizando sordidamente a máquina governamental, o fez senador.

Zeca e Delcídio se declaravam ‘irmãos’.

O ex-governador está envolvido em inúmeras denúncias de corrupção, mas tem conseguido, por enquanto, sair ileso e impune.

Caso a PGR resolva rescindir o acordo efetivado com Delcídio, o ex-petista pode retornar para o xilindró.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça