Luiz Carlos Nemetz

Advogado.Vice-presidente e Chefe da Unidade de Representação em Santa Catarina na empresa Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo e Sócio na empresa Nemetz & Kuhnen Advocacia

Para onde caminha a crise quando as autoridades de Estado perdem a confiança da população

Saída. Cortar receita tributária não dá? Repassar subsídios aos preços dos combustíveis como era feito entre 2011 e 2015, também não dá. Então a solução é só uma: reduzir custos. Mas não vejo nenhum político falar sobre isso! Todos, absolutamente todos, estão mudos sobre a única forma de organizar o Estado brasileiro.

Daí é que nossas lideranças perderam o norte e a credibilidade mínima. Muitos envolvidos até o pescoço com atos de corrupção.

As instituições estão funcionando? Sim. Mas quando há necessidade do suporte do braço forte e da mão amiga, se pode perceber que funcionam de forma muito precária. Que algo não vai bem. E que a crise é gravíssima!

Os líderes dos poderes executivo, legislativo e parte significativa do judiciário, perderam a autoridade.

Para manter a ordem foram obrigados - e buscaram socorro - nas Forças Armadas, para tentar estancar o clamor popular contra o governo - que não tem somente o preço dos combustíveis como fundamento.

Aí me pergunto? Pode haver uma total intervenção militar? Sim, pode! E talvez seja a única saída antes de uma convulsão popular.

Não estou dizendo que queira ou que defenda isso. Estou dizendo que a leitura dos cenários constata um descontrole da ordem por falta de respeito, por parte da esmagadora maioria da população, pelas autoridades de Estado, nas quais não se têm segurança nem confiança.

Então pode haver uma total falta de governabilidade com desorientação da nação. Intensificada a crise (que o que vemos ocorrer a cada dia), a intervenção das forças armadas passa não só a ser possível, como também provável.

Que os quartéis estão atentos e muito bem informados, não tenho nenhuma dúvida. Que estão preparados para intervir, também estou certo.

Se será necessário uma ruptura para pôr a casa em ordem, a evolução dos acontecimentos dirá.

Se tenho alguma intuição? Tenho. Mas não conto...

Luiz Carlos Nemetz

Advogado.Vice-presidente e Chefe da Unidade de Representação em Santa Catarina na empresa Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo e Sócio na empresa Nemetz & Kuhnen Advocacia

Siga-nos no Twitter!

Mais de Luiz Carlos Nemetz

Comentários

Notícias relacionadas