Procuradores podem se manifestar sobre crimes de políticos, decide Conselho do MP

Os procuradores da Lava Jato quando se manifestam nas redes sociais sobre os crimes cometidos por Lula, Michel Temer ou qualquer outro político envolvido em esquemas de corrupção, estão exercitando a sua liberdade de expressão.

Nesta terça-feira (29) o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) enviou para o arquivo o processo disciplinar contra o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima.

Havia contra o procurador, duas reclamações. Uma de Lula e outra de Michel Temer

Contra Lula, o procurador havia escrito nas redes sociais que ele ocupava o topo de uma Organização Criminosa.

Com relação a Michel Temer, Carlos Fernando disse na ocasião do escândalo da JBS. “Temer foi leviano, inconsequente e calunioso...”

Nos dois casos, os acontecimentos estão a demonstrar que o procurador estava coberto de razão.

Lula está preso. E Temer, cada vez mais enrolado.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça