O retorno da excrescência denominada imposto sindical é uma realidade (Veja o Vídeo)

O ministro Edson Fachin é o relator das ações propostas pela CUT e outras centrais sindicais que tratam do fim da contribuição sindical obrigatória.

Em despacho publicado nesta quarta-feira (30) ele já adiantou o seu voto.

Fachin afirmou textualmente que o fim do imposto sindical obrigatório é ‘grave e repercute, negativamente, na esfera jurídica dos trabalhadores’. Disse também que para acabar com a obrigatoriedade da contribuição sindical, a reforma trabalhista deveria ter sido precedida de um ‘debate profundo’ sobre o sistema de representação dos trabalhadores.

Noutras palavras, Fachin deixou claro que vai votar pelo retorno da contribuição sindical obrigatória.

O julgamento está marcado para o dia 28 de junho.

A rigor, Fachin deveria se declarar suspeito para votar tal caso.

Afinal, suas ligações com o movimento sindical são antigas e conhecidas.

Vale lembrar, que foi a CUT que o indicou para integrar a Comissão da Verdade do Paraná.

Veja o vídeo abaixo e assine a petição contra o imposto sindical neste link: (PETIÇÃO CONTRA O IMPOSTO SINDICAL)

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça