Empréstimos para Cuba e Venezuela previam que o Brasil assumiria dívida em caso de calote, constata o TCU

Os governos petistas atuaram frontalmente contra o povo brasileiro e em favor de países como Cuba, Venezuela e Moçambique, oferecendo empréstimos vultosos, com um seguro oferecido pelo governo brasileiro, para que em caso de não pagamento da dívida, o Brasil assumisse o calote.

A impressionante constatação foi feita pelo próprio Tribunal de Contas da União (TCU), revelando que os governos dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, durante o período compreendido entre 2003 e 2015, efetuaram cerca de 140 operações de crédito para outros países, com inúmeras manobras irregulares e com cláusulas visivelmente contrárias aos interesses da nação.

Questionado sobre o assunto, o então ministro das relações exteriores, Celso Amorim, que ficou no cargo de 2003 até 2010, justificou da seguinte forma:

‘Era um objetivo do governo aproximar o Brasil dos países africanos e latino-americanos. Não era uma questão ideológica, era política. Avaliamos que o país tinha muito a ganhar aumentando a presença nestes países, dentro da geopolítica mundial. A aproximação econômica, concessão de empréstimos, era só uma das frentes de atuação’.
É muita hipocrisia...


da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política