Que pouca vergonha!

Não tenho palavras para dizer algo diante desta verdadeira bizarrice.

Isso destoa das noções mais elementares de Direito Constitucional.

Isso achincalha o que se compreende por ridículo.

Isso humilha o que se compreende por deplorável!

Isso constrange o que se compreende repugnante!

Que pouca vergonha!

Eis, em síntese, a verdade que a decisão do TRF-3 produziu:

- O Brasil é o único país da Via-Láctea em que um condenado pela Justiça e, também presidiário, tem direito a assessores e a seguranças.

Enfatizo, não é 1 (um), nem 2 (dois), são vários assessores e seguranças, quando na verdade o ululantemente óbvio deveria impor que não contasse com nenhum.

Não duvido que esta decisão também alcance ao condenado e presidiário bandido-mor do país, a reativação do cartão corporativo presidencial, a bem de saciar a "abstinência etílica", com o "produto advindo da fermentação da cana de açúcar, que faz do número 51 algo cabalístico".

Este é o Brasil, um país que infelizmente, continua se perdendo nos descaminhos de si.

Pedro Lagomarcino

Advogado em Porto Alegre (RS)

Mais de Pedro Lagomarcino

Comentários